História da Fanilu

Em um belo dia meu primo, Daniel estava andando na avenida de volta pra casa, quando começou a ouvir uns grunhidos de um cachorrinho chorando. Ele vinha na calçada e começou a procurar. Ele se deparou com um saco preto e o som parecia vir de lar.

Ao abrir o saco, ele encontrou a Fanilu, ela estava lá abandonada a própria sorte e totalmente imóvel, só mexia os olhinhos e chorava. Algum DESumano havia abandonado-a lá, dodói e sozinha. Meu primo não pensou duas vezes e a levou para casa.

Ele e minha tia a levaram no veterinário, que a diagnosticou com cinomose. Pouco tempo depois eu a conheci na casa dela, ela já estava fazendo o tratamento da doença, mas estava totalmente imóvel, não tínhamos certeza se ela conseguiria, mas estávamos fazendo todo o possível. Pouco tempo depois, ela começou a se recuperar, foram voltando os movimentos e ela ficou curada.

Se tornou uma cachorrinha super serelepe, alegre daquelas que não sabe o que fazer quando nos vê! Eu já criava uma cachorrinha, que inclusive nasceu dentro da minha casa (outra história) e elas eram muito amiguinhas, passeavam juntas, brincavam, se divertiam muito, porém um muro as dividia (minha casa e do meu primo).

Um belo dia, quando eu já estava pertinho de me mudar decidi levar a Fanilu comigo e cria-la junto com a Brigite. Meu primo é super apegado a ela, mas me deixou cuidar dela, pois ele abriu um negócio e ficou bem aterafado. E foi assim que a Fanilu se tornou minha filha também e hoje é a cachorrinha mais linda e alegre desse mundo! Esbanja fofura e carinho por onde passa, e é totalmente saudável!

Fanilu é a pretinha rajada e Brigite a lôra.

História contada pela mamãe Pâmela Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *